Fejet inicia treinamentos para graduações superiores, primeiro evento presencial oficial da entidade em tempos de pandemia

Nos acompanhe em tempo real:
Compartilhe nas redes sociais:
02/08/2021 15h18
0 Comentários

Um total de 33 atletas filiados à Federação de Judô do Estado do Tocantins (Fejet) iniciou, neste domingo, 1º, o Curso de Faixa Preta, a primeira atividade presencial oficial da entidade desde que instauradas as medidas de isolamento social em prevenção à pandemia de Covid-19. Os treinamentos foram realizados no Dojô Judô Nipo, em Palmas, reunindo judocas de diferentes academias que visam à obtenção da faixa preta do 1º ao 4º Dan em exame previsto para ocorrer no dia 11 de dezembro de 2021.

Presidente da Fejet, o Kodansha de 6º Dan Georgton Thomé Bujar de Moura Pachêco ressalta a importância da retomada das atividades judoístas, mas ainda conciliadas às medidas preventivas.

“Nos traz muita satisfação esta retomada, mesmo que ainda gradual, das agendas do Judô. Desde 2019, o nosso esporte esteve no aguardo desta oportunidade, sempre atento às normativas e aos passos que poderíamos dar. Agora, com boa parte dos nossos atletas já com pelo menos a primeira dose da vacina, mantendo a obrigatoriedade do uso da máscara durante todo o treinamento e com a disponibilidade de álcool em gel para a constante higienização dos participantes, vislumbramos, otimistas e com segurança, um novo caminho de sucesso para o Judô tocantinense, por nós e em memória aos amigos que se foram”, enfatiza Ton Pachêco.

Treinamentos

Os treinamentos do Curso estão previstos para ocorrer durante os próximos quatro finais de semana, sempre aos sábados e domingos, alternando a turmas composta pelos faixas marrons, que buscam entrar no rol dos faixas pretas tocantinenses, com a dos que já possuem graduação superior.

De todos os inscritos, 17 serão submetidos ao exame para Shodan, a faixa preta de 1º Dan, a primeira graduação superior no Judô. Outros nove serão avaliados para Nidan [2º Dan]; mais quatro atletas para Sandan [3º Dan]; e, por fim, três judocas buscam o Yondan [4º Dan].

O Curso será todo ministrado pelo vice-presidente e diretor técnico da Fejet, o Kodansha de 6º Dan Celso Galdino de Araújo, que explica a complexidade das exigências para ser aprovado nos exames.

“Estes treinamentos reúnem a elite do Judô do Tocantins. Para entrar na graduação superior ou evoluir nela, não é suficiente apenas ter um histórico como bom competidor, é necessário apresentar pleno conhecimento técnico, histórico e até filosófico sobre a modalidade. Por isto, o Curso tem como foco os Katas de Judô e o estudo do Kihon, a forma correta de aplicação das técnicas com o consequente aprimoramento técnico dos participantes. Assim, os exames não exigem apenas o saber fazer, aplicar os golpes, mas, de igual forma, o conhecer também, o se ter o espírito judoísta”, pontua Celso Galdino. [Coordenação de Comunicação da Fejet / Fotos: Fernando Camargo (grupo) e Marcus Mesquita (totem de higienização)]

 
Texto:
Gostou?
  • (0)
  • (0)
Compartilhe:

0 Comentários

Nome:
E-mail:
Comentário:
Caracteres restantes: 700
 
  • Nenhum comentário publicado.